A Transformação Digital – Desafio ou Mito para Empresas e Governos?

Por Junho 20, 2018

Atualmente, muitas pessoas confundem a digitalização com a transformação digital. Considerando que a digitalização está substituindo os mecanismos tradicionais (por exemplo, papel), pela mídia digital (formulários web), a transformação digital leva empresas e governos a exercerem várias mudanças dentro da organização, mudanças que vão desde a redefinição da estratégia corporativa até a otimização de processos e mudanças organizacionais.

Nesse sentido, as empresas estão tratando de responder de uma forma mais ágil e proativa às necessidades de seus usuários e clientes, simplificando processos e fazendo mudanças internas para responder adequadamente ao mercado. No entanto, como os governos centrais de cada país estão apoiando esta transformação digital?

Atualmente, os governos locais (municipais e estaduais) e os governos centrais (senado, congressos, ministérios) incentivam os empresários e empreendedores a usar a tecnologia? Embora seja verdade que, particularmente na Colômbia, o governo central vem trabalhando na definição e regulamentação das normas e metodologias para a promoção e adoção de práticas digitais. Que desafios realmente enfrentamos na transformação digital?

  1. Agilidade da estratégia: Tradicionalmente foi definida a vigência de uma estratégia de cinco anos, em média; porém, estamos experimentando novas definições de estratégias que procuram ser mais rápidas para poder cumprir as metas em menos tempo. Nesse sentido, as fronteiras muito marcadas entre a estratégia, a tática e a operação, cada vez se estreitaram mais, fazendo com que a tática seja inserida na estratégia e operação (confira a ilustração1).

  1. Adoção da mudança: Este é um dos pontos mais críticos em um processo de transformação digital; em uma entidade privada é preciso definir um responsável visível que possa tomar as decisões necessárias para alavancar a transformação na organização. Por outro lado, os Ministérios da TIC têm uma grande responsabilidade e protagonismo para estabelecer como as práticas digitais devem ser adotadas no governo e como modificar e adaptar os regulamentos para promovê-las.
  2. Segurança: Um dos grandes desafios que também enfrentam empresas e governos é o gerenciamento apropriado de usuários e acessos; aqui os desafios mais importantes são a mitigação de riscos, entregando os acessos adequados aos usuários identificando possíveis brechas em tempo real sobre a identidade da pessoa. Além disso, a federação de identidades é um grande desafio enfrentado por entidades estatais, já que as mesmas deveriam utilizar um repositório centralizado para a autenticação digital.
  3. Troca de Informação: Culturalmente, na América Latina, as empresas do setor privado não estão acostumadas a compartilhar informação, por medo de perder competitividade. Na nova era digital, um acelerador importante é o uso adequado da informação, por isso as empresas devem dar o seguinte passo para um trabalho colaborativo. Nesse sentido, poderemos ter uma adequada interoperabilidade entre as diferentes empresas através de tecnologias que administrem e governem as API’s, considerando que estas tecnologias são muito mais flexíveis do que as monolíticas às quais estamos acostumados.
  4. Inovação vs Melhora Contínua: Outro grande desafio que enfrentam diferentes empresas, é o investimento e o risco de inovação em relação a melhorar o que já tem. Novamente o panorama apresenta desafios diante das mudanças e adaptações que isso exige; a inovação pode se ver confrontada com a resistência à mudança e à falta de adaptação por parte dos indivíduos, enquanto a melhora contínua convive com a evolução gradual e em ritmo menos acelerado. Nesse cenário, que atitude digital adotarão governo e empresários?

Escrito por Daniel Gálvez López, Gerente de Produto na MSL, parceira da CA Technologies e uma das empresas participantes do CA IT Leadership Council, que acontece em julho em Cartagena, Colombia. E-mail: dgalvez@msl.com.co